Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Veja como a crise afetou vários municípios acrianos

Marilete receberá a prefeitura inadimplente

Segundo o Jornal A Tribuna com exceção de Cruzeiro do Sul, Porto Walter e Rio Branco, todos os demais municípios do Acre estão inadimplentes. A informação foi repassada ao Jornal pela AMAC ( Associação dos Municípios do Acre).

Rio Branco e Porto Walter os gestores serão os mesmos, Marcus Alexandre ( PT) e Zezinho Barbary ( PMDB), respectivamente. 

No caso de Tarauacá a prefeitura eleita Marilete Vitorino ( PSD) vai precisar arrumar a casa, principalmente junto a Previdência Social. Senão a Prefeitura ficará impossibilitada de firmar convênio o que seria um colapso administrativo. Assim como em 2013 Marilete entregou uma prefeitura inadimplente para Rodrigo Damasceno ( PT), ele agora devolve da mesma forma. Com uma ressalva, não deve tanto na praça igual a 2013.

Por Leandro Matthaus


Apenas três dos 22 municípios do Acre estão adimplentes


Nesses dias que antecedem o final de ano apenas três municípios acreanos estão adimplentes junto ao governo federal. São eles: Cruzeiro do Sul, Porto Walter e Rio Branco. A inadimplência das demais prefeituras tem causado prejuízos incalculáveis, principalmente nesta época do ano quando os ministérios intensificam a liberação de emendas parlamentares, de recursos extra emendas e de projetos encaminhados pelas administrações municipais.

Às vésperas de deixar o cargo, a maioria dos prefeitos não conseguiu fechar as contas deixando para os seus sucessores a responsabilidade de solucionar as pendências junto aos ministérios ou à Previdência Social, para que possam cumprir as promessas de campanha e a Lei de Responsabilidade Fiscal.

A culpa dos problemas enfrentados pela maioria dos prefeitos acreanos seria os rigores da lei e a crise que se instalou no País que afeta municípios de todos os estados brasileiros, sem distinção.

De acordo com a Associação dos Prefeitos do Acre (AMAC), somente os municípios de Rio Branco, Porto Walter e Cruzeiro do Sul tiveram condições de firmar convênios e liberar recursos neste final de ano, uma vez que essas prefeituras se mantiveram adimplentes junto ao governo federal.

Fonte: A Tribuna

Nenhum comentário: