Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Sinhasique diz que o “governo é caloteiro”; Leila Galvão rebate: “caloteiro é o prefeito de Brasileia que é investigado pela PF”


O afastamento do prefeito de Brasileia, Everaldo Gomes (PMDB) e parte de sua equipe pela Operação Metástase deflagrada pela Polícia Federal repercutiu na Aleac nesta quinta-feira (14), após a deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB) afirmar que o governo petistas do Acre estaria aplicando um calote nos servidores de empresas terceirizadas que estariam há vários meses sem receber salários e direitos trabalhistas das empresas contratadas pelo estado.

As deputadas Eliane Sinhasique e Leila Galvão (PT) usaram a tribuna para trocar acusações. A oposicionista denunciou o que ela classifica como calote do governo nas empresas e funcionários terceirizados. De acordo com Sinhasique, apesar de o governo reconhecer a dívida em documento, não pagou o débito que estaria em torno de R$ 2 milhões. A petista contra-ataca e diz que caloteiro é o prefeito de Brasileia, que estaria sendo investigado por desvio de dinheiro público.

Segundo a peemedebista, o governador Sebastião Viana (PT) não estaria honrando os compromisso com as empresas terceirizadas que oferecem mão de obra para os diversos setores públicos. “A grande maioria que sofre com o calote do governo são os trabalhadores que estão sem receber. A empresa diz que o governo não repassou o dinheiro e o governo diz que repassou, mas o governo não mostra o documento de pagamento e a empresa não apresenta o extrato”.

Eliane Sinhasique destaca que “Servidores da MM Ativa estão há oito meses sem receber salários e direitos trabalhista. Já tem documento de reconhecimento da dívida por parte do governo, os trabalhadores já ganharam a ação na Justiça, só falta o governo repassar R$ 2 milhões para os 700 funcionários que restaram serviços, não receberam os meses trabalhados, não receberam direitos trabalhistas. O governo reconhece que deve, mas não paga. Isso é calote”.

A deputada ressalta que “o governo contrata, mas não paga e ainda diz que a culpa é da empresa. Várias empresas estão sem receber do governo. Podemos citar como exemplo as cirurgias foram suspensas na Fundhacre porque não tinha anestesia, já que o Estado não paga seus fornecedores de medicamentos. Foi preciso a parente de um paciente fazer um escândalo. Tá tudo sem controle, sem comando. É preciso ter responsabilidade com a coisa pública”.

A petista Leila Galvão, uma defensora intransigente das ações do governo do Acre refutou os atrasos nos pagamento e rebateu citando o escândalo de desvio de recursos pelo prefeito Everaldo Gomes. “Aqui a gente faz a defesa do governo porque tem acompanhado a discussão da terceirização e realmente o governo tem cumprido o que é de suas responsabilidade. Nós enquanto governo, não vamos ficar calados com os ataques de deputados da oposição”.

Para a governista, “Dentro de suas dificuldades o governo tem cumprido com os contratos. Caloteiro é o prefeito de Brasileia, que juntamente com sete secretários foram afastados. O ex-prefeito, segundo informações que obtivemos, está na carceragem da PF. Neste sentindo eu fico triste com a população de Brasileira que sofre três anos e meio com esta administração descomprometida de quem usou estratégias políticas para uso do dinheiro público para grupos”, finaliza Leila Galvão.

Ray Melo, da editoria de política do ac24horas

Nenhum comentário: