Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Deputado Jesus Sergio acredita que superintendente do Dnit foi desrespeitoso com todos os parlamentares acreano


“Essa Aleac nunca teve um debate nos últimos anos como terá quando eu for lá”, foi a frase do superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Thiago Caetano, que causou mal-estar entre os deputados estaduais que criticaram o gestor da pasta e foram desafiados para um debate no plenário da Casa, com direito a revelações bombásticas por parte de Caetano.

Jesus Sérgio (PDT), um dos deputados que criticaram a morosidade das obras de recuperação da Rodovia, acredita que Thiago Caetano foi desrespeitoso com o parlamento acreano. “Nunca nesta Casa, fizemos nenhum discurso falando da pessoa dele, mas dos trabalhados que estão sendo realizado na BR-364. Portanto, que seja feito o convite para o superintendente esclarecer suas declarações”.

O deputado fez ainda uma correção do discurso que fez na semana anterior. “Quero fazer uma correção do meu discurso da semana passada, quando eu disse que tinha sido feito 60 km de recuperação. Na verdade, até o momento o que foi executado foram pouco mais de 39 km. Estão tirando o asfalto e colocando barro nos melhores trechos que a estrada tinha”, ressalta o governista.

Segundo Jesus, a discussão na Aleac é da preocupação com a BR 364, com o trabalho que está sendo feito da rodovia. “Do Macapá até Jurupai ainda tem uma equipe quebrando onde tem asfalto e colocando barro. Eu acredito que superintendente tem que vir aqui urgente para se explicar. Nenhum deputado tem medo do que ele possa falar. Isso é bom que fique claro”.

O parlamentar destaca que suas criticas não dizem respeito a nenhum gestor público que administrou as obras durante os últimos 18 anos, mas vem debatendo a qualidade dos serviços que foram executados no período. “Muitos pontos não foram bem feitos antes, quando a obra estava nas mãos dos governos do PT e não estão sendo bem feitos agora”, finaliza Jesus Sérgio.


Nenhum comentário: