Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

Noticias da terrinha de TK

Sexta-feira (15) de Novembro de 2017, Dia amanheceu já prometendo muita chuva nas próximas horas. Bom feriado a todos.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Flaviano Melo : “a oposição tem que ter juízo”



Uma das figuras mais emblemáticas da oposição é o deputado Flaviano Melo (PMDB). Foi prefeito de Rio Branco, senador, governador e deputado federal, o que lhe dá um acúmulo invejável de experiência. Além de ser um político extremamente equilibrado. “A oposição tem que ter juízo. A eleição para governador não será fácil, mas muito difícil”, prevê. Flaviano não entende este movimento de candidatura alternativa como algo benéfico para a oposição, quando se tem um nome que congrega e é popular como o do senador Gladson Cameli (PP). Para o Senado diz que não tem nada decidido, porque até o momento o ex-prefeito Vagner Sales (PMDB) não colocou no partido de maneira oficial que será candidato ao Senado. “Estou a espera desta conversa”, pondera. Não vê nenhuma vantagem para os dois lados esta briga entre os grupos do deputado federal Major Rocha (PSDB) e Márcio Bittar (PSDB). Não arrisca uma previsão para o Senado: “cada um pode fazer um senador, ou até os dois, depende da campanha”, diz Flaviano Melo. Comedido, técnico, o deputado federal Flaviano Melo (PMDB), que disputará a eleição, vai se dedicar ao PMDB e esperar 2018 chegar para entrar no jogo.

Candidatura da nacional
A candidatura do vereador Manuel Marcos (PRB) a deputado federal tem o amparo da direção nacional, não nasceu no âmbito regional. É uma candidatura que nasce com o apoio integral da Igreja Universal e sua cúpula e terá uma estrutura para buscar votos em todo o Estado. Esta mesma estrutura foi toda jogada na candidatura do deputado federal Alan Rick.

Campanha centrada
Para deputado estadual, o PRB e toda sua estrutura serão jogados na reeleição da deputada Juliana Queirós (PRB), um nome que hoje já tem votos além dos muros da Igreja Universal, também em outras denominações religiosas

Notícia nacional
A briga entre o deputado federal Major Rocha (PSDB) e o grupo do Márcio Bittar (PSDB) pelo comando regional do PSDB foi parar na mídia nacional e virou ontem destaque na UOL e no ESTADÃO. Nela o senador Aécio Neves revela que usaram indevidamente sua senha para tirar o Rocha da presidência do PSDB. É aguardar o novo capítulo desta chata novela tucana.

Aos vencedores, as batatas!
Não arrisco dizer quem ocupará a direção regional, mas quem perder fica desmoralizado e tem que abandonar o PSDB, porque ficará sem clima. Aos vencedores, as batatas, diz o adágio.

Briga insana
É um tipo de uma briga insana, briga por egos, que só desgasta politicamente os contendores.

Caminho traçado
A publicitária Charlene Lima (PTB) aproveitou a campanha municipal para levar a sua imagem aos mais distantes povoados de Sena Madureira e tem o caminho traçado a deputada estadual. A sua participação como publicitária em várias campanhas lhe trouxe experiência.

Caminho aberto
Com a transformação do PTN no PODEMOS, o caminho agora ficou aberto para o deputado Josa da Farmácia de filiar-se em que partido entender, sem nenhum problema jurídico futuro. Josa estava numa situação desconfortável no PTN, onde praticamente não tinha espaço.

Seria um erro
Deve procurar um partido pequeno, se cair no canto da sereia de entrar na coligação do PT para a ALEAC, dificilmente, voltará para a Assembléia Legislativa. No PT o sistema é bruto.

Não se torce pelo pior
O DNIT está em campo na BR-364. Não se torce no quanto pior melhor. Não cabe no momento nenhuma crítica. É aguardar o fim do trabalho para se dizer se o dinheiro foi bem aplicado ou ficou a mesma porcaria. O que não cabe mais na BR-364 e ficar olhando para o retrovisor.

Todos no mesmo barco
Este café da manhã oferecido pelo deputado Daniel Zen (PT) aos três outros pré-candidatos ao governo pela FPA, mostra um caminho bem claro de que, quem ganhar a indicação levará o apoio de todos. Até ser anunciado oficialmente o nome todos continuarão com suas agendas.

O que falta na oposição
O que falta na oposição é isso, correntes divergentes, sentaram para conversar política sem agressão. O PT tem quatro pré-candidatos a governador mas nenhum deles se agredindo.

Uma eleição com nuances
O candidato ao governo a ser escolhido pela FPA tem que colocar uma boa vantagem sobre a oposição na Capital, o maior colégio eleitoral, porque no Vale do Juruá há uma espécie de histeria política pelo candidato Gladson Cameli (PP). Quem está bem também em vários municípios. Pela primeira vez nas últimas décadas a oposição tem um nome tido como favorito. Mas não pense que por isso ganhou, o PT é um adversário tinhoso e perigoso, está no poder, o que pesa muito no Estado pobre como o Acre, que tem muito voto pelo estômago.

Sandice política
Imaginar que o PT está morto e que a eleição estadual está resolvida para a oposição é uma sandice política. O PT tem o governo, a maior prefeitura do Acre, e está bem estruturado.

Sérgio Petecão
Entre os candidatos ao Senado pela oposição só aposto que um manterá a sua candidatura. É o senador Sérgio Petecão (PSD), que tem todo o direito de fazer a postulação, por ter mandato e um partido com uma forte estrutura. Ninguém tem argumento para pedir que venha desistir.

Chegará com bagagem
Caso chegue no próximo ano com a mesma atuação que vem tendo na Câmara Municipal de Rio Branco, como um dos destaques da oposição, o vereador Roberto Duarte (PSDB) se credencia para disputar uma vaga na ALEAC. Chegará na campanha com um perfil positivo.

Sentaram em cima
Sentaram em cima da CPI da SEHAB. Pelo menos se desconhece qualquer atividade dos seus membros, como a convocação para depoimentos. Logo mais chega o recesso e a CPI não disse a que veio. E por este tipo de coisa que toda CPI já é vista sem credibilidade. E vem pizza!

Melhor fechar
Seria melhor fechar as portas e acabar de vez com esta CPI, que virou uma piada sem graça.

Mão no ombro
A coluna tem a informação que o governador Tião Viana vai dar uma mão ao prefeito de Xapuri, Bira Vasconcelos, para amenizar a buraqueira que tomou conta da cidade. É bom que aconteça porque tem buraco brigando com buraco para ocupar espaços nas ruas.

Venceu nas urnas
A prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino, conseguiu sair de uma sinuca de bica e obteve uma vitória contra o seu pedido de cassação impetrado pelo PT. Se a população a colocou como prefeita foi porque rejeitou a administração anterior, que era petista. A voz foi do povo.

Principal problema petista
Se o candidato do PT ganhar a eleição, tudo bem. Mas se perder será um Deus nos acuda, não pela derrota, mas pelos seus reflexos: tem gente que se profissionalizou em ser ocupante de cargo de confiança. Passariam do filé à carne de pescoço. E a PMRB é pequena para abrigar.

Quem vai se arriscar?
Quem vai se arriscar numa chapa como a do PMDB, onde só tem candidatos com forte densidade eleitoral: Antonia Sales, Roberto Duarte, Eliane Sinhasique e Chagas Romão? Só se for o doido da baladeira. E ainda assim empurrado.

Luis Carlos Moreira Jorge  04/07/2017  06:00:46

Nenhum comentário: