joaoregotk@hotmail.com

domingo, 19 de março de 2017

Gladson nega acerto para Alan ser seu vice


Cedo da manhã de ontem, o senador Gladson Cameli (PP) me ligou para pontuar que, ninguém está autorizado a abrir negociação para a escolha do vice na sua chapa que disputará o governo, em 2018. Desfez o boato de que o deputado federal Alan Rick (PRB) foi sondado para ser seu vice. Diz que isso nunca existiu. “Só discuto isso com os partidos aliados no próximo ano, não escolhi e nem prometi a vaga de vice para ninguém. É um assunto a se deliberar com os partidos”, completou Cameli. Enfatizou que a sua meta este ano é conseguir recursos para o Acre e realizar agendas positivas, deixando a política para ser deliberada no próximo ano.

Reação em cadeia
O presidente do PSDB, Major Rocha, descarta a possibilidade de uma indicação do deputado federal Alan Rick (PRB) emplacar na oposição. “Haverá reação grande!”. O Alan é da copa e da cozinha do Tião Viana e do Marcus Alexandre, em cujas gestões têm vários cargos, como é que alguém com este perfil pode ser vice numa chapa de oposição? Indaga o tucano. Para Rocha o perfil ideal de um vice é ser alguém de competência técnica e com experiência administrativa.

Carne e unha com o governo
O deputado federal Major Rocha (PSDB) lembra que a afinidade e proximidade entre o deputado federal Alan Rick (PRB) é tão grande com o governador Tião Viana que, quando era o coordenador da bancada federal, destinou todas as emendas para o governo.

Fora de negociação
Conversei ontem com um dirigente do PRB, do grupo mais forte do partido, formado pela deputada Juliana Rodrigues (PRB) e pelo presidente da Câmara Municipal de Rio Branco, Manoel Marcos (PRB), e este descartou duramente qualquer possibilidade do grupo formar na oposição em 2018. “Se o Alan Rick for para a oposição não levará o PRB”, disseram.

Posição da municipal
O presidente do diretório municipal do PRB, Diego Rodrigues, mandou a seguinte posição da deputada Juliana Rodrigues: “De minha parte, desconheço qualquer diálogo dentro do partido no sentido de deixarmos a FPA, e todos sabem que tanto eu, como o deputado André Vale (PRB) somos da base do governo na Aleac. Aliás, todos os espaços políticos conquistados pelo PRB no Acre foram dentro da FPA. Não poderá haver decisão tomada por uma pessoa apenas”.

Grande pergunta
Nisso tudo cabe uma grande pergunta: o Pastor da Igreja Batista do Bosque, Agostinho Gonçalves, líder espiritual do deputado Alan Rick (PRB), e que também é muito próximo do Tião Viana e do Marcus Alexandre, toparia ir de malas e cuias formar na oposição, em 2018?.
Luis Carlos Moreira Jorge - 15/03/2017 07:02:18
Postar um comentário