Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

sábado, 17 de dezembro de 2016

Ilderlei Cordeiro concorda com decisão do TCE e Marilete diz que vai conversar com vereadores

SOBRE VETO EM AUMENTO

Depois que o Tribunal de Contas decidiu, durante sessão nesta quinta-feira, 15, barrar o aumento salarial dos prefeitos eleitos do Acre, o ac24horas ouviu dois dos novos gestores municipais que tomam posse a partir do dia 1º de janeiro: Marilete Vitorino (PSD), eleita em Tarauacá, e Ilderlei Cordeiro (PMDB), de Cruzeiro do Sul.
A decisão da conselheira Dulcinéia Benício, inicialmente em caráter cautelar, atingiria apenas a prefeitura de Tarauacá. Porém, um entendimento da Corte estendeu a medida para todas as outras prefeituras.

Em Tarauacá, a Câmara de Vereadores elevou o salário de R$ 14 mil para R$ 17 mil. A prefeita eleita Marilete Vitorino, que é advogada, disse que não sabe “até que ponto o Tribunal de Contas poderia fazer isso, já que os poderes são independentes. Eu até entendo que numa crise dessa falar em aumento de salários… mas quando a gente fala em aumento, a gente fala também no aumento do salário mínimo. O salário mínimo não vai aumentar? Na hora que o salário mínimo aumenta, vai aumentar tudo. Eu tô esperando. Vou sentar com os vereadores”.

Ilderlei Cordeiro, que passaria a receber R$26.595,75 a partir de janeiro de 2017, acha que a decisão é acertada e o TCE “ajuda o Município a fazer economia”. “É uma decisão importantíssima. Estamos num momento de economia. A gente realmente tem que fazer economia e não ter aumento. Porque no meu plano eu ia tomar algumas medidas de economia, redução de salários. O Tribunal de Contas tá ajudando a ajustar também a economia do nosso Estado”.

Luciano Tavares, da redação ac24horas 17/12/2016 09:14:41

Nenhum comentário: