Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Advogado do PSDB vai cobrar sentença na denúncia contra Ilderlei Cordeiro

Com a aproximação da diplomação dos candidatos eleitos em 2016, marcada para acontecer no dia 15 de dezembro, aumenta as especulações em torno do processo que apura a denúncia de crime eleitoral nas eleições de 2016 para a Prefeitura de Cruzeiro do Sul.

O advogado do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Paulo Fernandes, destacou na quinta-feira, 1, que vai interpor um pedido para que a juíza eleitoral da cidade se manifeste a respeito da sentença.

De acordo com ele, como a diplomação marcada pelo TRE está próxima, o prazo para recursos acaba sendo afetado, pois, diminui o intervalo de tempo. Fernandes frisa que essa situação beneficia Ilderlei Cordeiro (PMDB), que poderá se manter no cargo.

O advogado pontua, ainda, que a determinação para que a superintendência da Polícia Federal, em Rio Branco, realizasse perícia na fita é desnecessária, haja vista que as vozes foram reconhecidas. Na gravação, o atual prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, supostamente aparece oferecendo vantagens para que um candidato a vereador do PSDB apoiasse a chapa de Ilderlei.

Por fim, Fernandes pede celeridade no processo. “Apesar de sempre defender um bom relacionamento entre a advocacia e os magistrados, o momento exige que seja pedido celeridade no processo”.

Aumento no salário

Caso assuma a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB) poderá ser um dos beneficiados com um aumento salarial. Isso porque os vereadores daquele município aprovaram no dia 24 de novembro o aumento do salário de prefeito, vice-prefeito e secretários municipais, entrando em vigor a partir do dia 1° de janeiro.

Com isso, o prefeito passa a ter o salário de R$ 26.595,75, o vice receberá R$25.265,25 e os secretários municipais R$13.297,87. Os futuros vereadores devem receber até o final do mandato a quantia de R$10.129.

Durante a votação do projeto, o vereador Valdemir Neto sugeriu a redução de salário do prefeito e vice e de congelamento do salário dos vereadores pelos próximos quatro anos, alegando a grave crise econômica em o país e o município enfrenta, porém, a ideia foi rejeitada pelos colegas de parlamento.

A atual legislatura baseou o aumento em uma lei que estabelece que o teto desse valor deve ser referente a 75% do salário do governador.

A proposta deverá ainda ser analisada pelo atual prefeito Vagner Sales (PMDB).

MARCELA JANSEN

Nenhum comentário: