Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

“Nova Telexfree”, Telexbit chega ao Acre e promotor de Justiça faz alerta

Parecida com a Telexfree, pirâmide financeira bloqueada pela Justiça, a Telexbit chegou ao Acre e já ganha adesões. A empresa também trabalha com a venda de pacotes de telefonia pela internet – voip. Em seu site oficial, a Telexbit informa que as sedes da empresa estão localizadas em Cheyenne – Wyoming, nos EUA, e em Nassau-Bahamas, conhecida por ser um paraíso fiscal.

Há relatos diversos de que a febre da Telexbit estaria começando pelas igrejas à semelhança do que ocorreu com a Telexfree, onde a pirâmide teve uma enorme adesão devido, principalmente, a participação de líderes religiosos.
O presidente da Associação Acreana do Marketing Multinível do Acre, advogado José Ildson Barbosa Viana, que também é apóstolo, alerta para o perigo de um possível golpe. “O fato é que as características dessa Telexbit é bem parecida com a Telexfree. A Telexfree foi condenada nos Estados Unidos. Há outras empresas que estão sendo condenadas também no Brasil. A Telexbit para que ela tenha sucesso não depende só do plano de marketing que ela tem. Porque às vezes o plano de marketing é bom, mas a motivação de quem está por trás é trabalhar três, quatro meses, cinco meses, às vezes até um ano, e depois quando tem aquele volume muito grande financeiro eles acabam fechando dizendo que acabou, que deu problema em alguma área, somem com o dinheiro e quem investiu é que fica com problema.”

Na Telexbit, há a opção por vendas no atacado e no varejo. A pessoa pode iniciar como Partner (parceiro em inglês) com o valor de U$50; Adcentral (U$339 ou R$ 1101,75) com promessas de rendimentos de R$ 260,00 em um mês; e Family, cujo cadastro é no valor U$ 1.425 ou R$ 4.631,25 com rendimentos de R$ 1,3 mil também em um mês. Os líderes da empresas fazem questão de lembrar que os valores variam de acordo com a cotação do dólar.

A Telexfree foi bloqueada em 2013 pela Justiça a partir de uma ação do Ministério Público do Estado do Acre.
Em conversa com o ac24horas, o promotor de Justiça Marcos Aurélio, da Promotoria de Defesa do Consumidor, informou que até o momento não chegou ao MP nenhuma denúncia contra a Telexbit, mas orienta que “rentabilidade alta, retorno alto com alta rentabilidade, é impossível no mundo. Só isso já é um indício de irregularidade, de ser uma pirâmide. As pessoas devem ter cautela. É lesado nesse sentido quem quer. Não é obrigado entrar. Dinheiro não cai do céu, dinheiro vem com esforço, vem com trabalho, não com situações simplórias”, lembra.


“Tudo que vem com promessas de rentabilidade alta hoje em dia e com aspecto de marketing multinível sem observar as características do marketing multinível, onde a rentabilidade vem não decorrente de seu esforço de colocar pessoas na rede, mas sim decorrente do esforço da venda do produto ou desse serviço pela rede, e aí vem a rentabilidade, já é algo a se suspeitar e a se estranhar. Então a pessoa tem que avaliar esse tipo de negócio.”

O promotor também reforça que “não é ideal ao consumidor ele ficar adentrando em modelos de negócios que ele não tenha segurança de que depois quando precisar vá ter como ser ressarcido devidamente.”
Luciano Tavares, da redação ac24horas 09/11/2016 14:36:31

Nenhum comentário: