Contato: joaoregotk@hotmail.com -----68 99987-8418

sábado, 22 de julho de 2017

Feijó: Nasce a primeira bebê na maternidade Nair Araújo

Foto: Rosaldo Aguiar

Nasceu na noite desta sexta-feira (21) a primeira criança na maternidade Nair Araújo, no município de Feijó, distante da capital do Estado 400 km. Pietra veio ao mundo pesando 3,840 kg. Ela é filha do casal Neury e Mociclei. 

A maternidade de Feijó é fruto de uma emenda da ex-deputada federal Perpétua Almeida ( PCdoB). A ex-parlamentar destinou um milhão de reais para a construção da unidade de saúde atendendo uma reivindicação das mulheres de Feijoenses. 

Foto: Agência AC

A obra custou três milhões e duzentos mil reais. O montante dos outros dois milhões foi a contrapartida do Estado para a construção de um lugar de referência da saúde da mulher no tocante ao período de gravidez, na região do Tarauacá/Envira. 

A maternidade Nair Araújo foi inaugurada na manhã desta sexta-feira pelo governador Tião Viana ( PT). A cerimônia foi acompanhada pelos familiares da homenageada, deputados federais e estaduais, e a ex- parlamentar.

Nair Araújo é mãe do primeiro governador eleito na história do Acre, o professor José Augusto de Araújo, e vó da vice-governadora do Estado, Nazareth Araújo. Ao lado do marido Raimundo Araújo, prefeito de Feijó na década de 50 do século XX, Nair fez um belo trabalho em prol das mulheres do município.

O parto da bebê foi realizado pelos médicos Rosaldo Aguiar " Dr. Baba" e Sirlandia Brito. Ela nasceu de cesária. 

A ex-deputada federal falou da felicidade que está sentindo por ter contribuído com a população de Feijó, especialmente, as mulheres. Por telefone, Almeida conversou com a mãe de Pietra."Acabei de receber a foto da Pietra, a 1ª bebê q nasceu e falei com a mãe, ainda toda emocionada!( Sic)".

A autora da emenda falou de sua felicidade. "Estou muito feliz de ter atendido uma reivindicação das mulheres de Feijó. Na época, o governador Tião Viana me garantiu construir a maternidade e eu levei à frente o sonho das mães quando botei a emenda no orçamento. Estou feliz porque o que eles mais me diziam era: feijoense quer nascer em Feijó". A maternidade é linda, moderna e acolhedora. Me emocionei quando vi até redes pois a cultura de muitas mães que vem das comunidades rurais, inclusive as indígenas, é usarem redes. Portanto, a maternidade respeita à cultura do povo de Feijó", comemorou.


Por Leandro Matthaus
Blog Tarauacá Agora

Nenhum comentário: