joaoregotk@hotmail.com

domingo, 21 de maio de 2017

DILMA DEMITIU “OPERADOR DE PROPINAS” DE TEMER, SEGUNDO A JBS


Na delação ao Ministério Público Federal, Joesley Batista, dono da JBS, revelou que Michel Temer lhe pediu que pagasse uma mesada de R$ 100 mil ao ex-ministro da Agricultura de Dilma Rousseff, Wagner Rossi; indicado por Temer ao cargo e acusado de uma série de irregularidades no comando da Agricultura, Rossi foi demitido em agosto de 2011 pela presidente Dilma Rousseff; segundo Joesley, o valor teria sido pago pela JBS por um ano. O executivo relata que Temer fez o pedido em benefício de Rossi após ele deixar a Esplanada em 2011; foi o primeiro embate de Dilma com Michel Temer; a conspiração para derrubá-la cresceu quando Dilma reduziu o contrato da Petrobras com a Odebrecht, que rendeu propina de US$ 40 milhões a Temer e seu grupo, e chegou ao ápice com a demissão de Moreira Franco, o "Angorá" que Dilma não deixou roubar na Aviação Civil

                                                                 Leia na íntegra aqui

Nenhum comentário: