joaoregotk@hotmail.com

domingo, 28 de maio de 2017

Com Jardim na Justiça, Temer busca melhor trânsito no STF e no TSE

Serraglio será deslocado para pasta da Transparência, Fiscalização e CGU

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Ao nomear Torquato Jardim para a Justiça, o presidente Michel Temer busca reforçar a interlocução com o STF (Supremo Tribunal Federal) e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) numa hora de crise. Jardim tem mais peso político e jurídico do que Osmar Serraglio, que não deu certo como ministro da Justiça.

Serraglio será deslocado para pasta de Jardim, o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria Geral da União. Isso elimina rumores de que a saída de Serraglio da Justiça seria manobra para jogar a investigação sobre o deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para a primeira instância.

Na avaliação do Palácio do Planalto, não há controle sobre o destino de Rocha Loures, candidato a eventual delação premiada. O objetivo de Temer é contar com um ministro da Justiça que transita melhor no STF e no TSE para enfrentar a maior crise do seu governo.
*
Incômodo com FHC

A nomeação de Jardim para a Justiça é mais um sinal da disposição do presidente de resistir aos movimentos do PSDB para viabilizar eleição indireta no Congresso. Temer tem dado sinais de contrariedade com caciques tucanos, especialmente em relação ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
*
Articulando resistência

Na viagem que fará hoje a Recife e Maceió, a fim de vistoriar áreas alagadas, Temer levará na comitiva Torquato Jardim e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Nenhum comentário: